Grupo de Economia da Energia

Lee, S.K.; Mogi , G.; Kim, J.W. (2009). Energy technology: road map for the next 10years: The case of Korea. Energy Policy 37, 588–596

A Coréia do Sul é a décima nação que mais consome energia no mundo, com 98% dos seus recursos energéticos tendo que ser importados ela é fortemente impactada pelas flutuações nos preços do petróleo. Devido a esta forte dependência o país se mostrou interessado em desenvolver pesquisas no campo das tecnologias energéticas.

Além de possuir um alto consumo energético, a Coréia do Sul também é o nono maior país no ranking dos países que mais emitem dióxido de carbono e é o país com o mais rápido crescimento de emissões de CO2. Apesar de sua situação atualmente desfavorável, a Coréia pretende se tornar parte do Anexo I até 2013 e pretende gerar 5% de toda a energia da Ásia até 2011. Para tanto, o governo coreano focou seus esforços em disseminar tecnologias renováveis e novas formas de geração energética. O perigo que o país corre por ser dependente de importações de recursos energéticos pode vir a gerar impactos amplamente negativos para a economia como um todo. Caso o preço do petróleo venha a subir, este pode gerar efeitos tais como inflação, queda de investimentos, elevação da taxa de juros, redução do salário real dos trabalhadores, desemprego e até mesmo queda do produto interno bruto.

Para evitar estas possíveis situações adversas, o país viu-se com a necessidade de planejar a direção que tomará com suas pesquisas energéticas na década seguinte. Para tanto foi desenvolvido o “Energy Technology Roadmap” (ETRM). Este programa de desenvolvimento de tecnologias energéticas busca selecionar e se especializar em algumas tecnologias que possam vir a ser benéficas para diminuir a dependência coreana de recursos energéticos importados.O programa está sendo desenvolvido pelo Korea Institute of Energy Research (KIER), o ETRM busca ser um guia para políticas de desenvolvimento de tecnologias energéticas.

O ETRM busca levar em consideração cenários de alta do preço de petróleo, a UNFCCC e a economia de hidrogênio como princípios norteadores das tomadas de decisão. Para lidar com o problema da alta dos preços do petróleo, o ETRM busca identificar e desenvolver tecnologias relativas à eficiência energética e combustíveis alternativos. Tecnologias que se referem à energia renovável e controle de emissões de gases de efeito estufa foram incluídas para obedecer aos critérios da UNFCCC. Por fim, tecnologias de células de combustível e novas formas de energia são pesquisadas para atingir a economia de hidrogênio, que é vista como uma forma para que o país possa sair de sua situação atual de dependência energética.

O ETRM busca identificar quais as tecnologias principais que devem ser desenvolvidas assim como introduz diretrizes de P&D. Através de análise das tecnologias disponíveis, o ETRM  melhora a distribuição dos recursos energéticos e contribui para a formulação eficiente das estratégias de desenvolvimento tecnológico. Uma forma esquematizada do funcionamento do ETRM se encontra abaixo:

Primeiramente é feita uma lista com as tecnologias disponíveis que respeitam os 3 princípios norteadores escolhidos, em uma etapa subseqüente, estas tecnologias são analisadas em termos de resultado econômico, potencial comercial, direitos e patentes. No terceiro estágio é analisado o nível de desenvolvimento das tecnologias dentro do KIER, este sendo o principal centro de pesquisa da Coréia do Sul, pode-se dizer que é o mesmo que avaliar o nível da tecnologia no país como um todo, esta avaliação se refere ao presente nível do P&D que está sendo desenvolvido no KIER. No quarto estágio é montado o ETRM com as tecnologias que tenham passado pelo crivo descrito acima e esse é então disponibilizado para os tomadores de decisão. A seguir estão os valores utilizados para classificar as diversas tecnologias em termos de resultado econômico, potencial comercial e a mudança no paradigma de energia.

Após a avaliação das tecnologias, são realizadas análises da capacidade de desenvolvimento destas tecnologias, na Coréia. Nesta etapa são analisados os esforços de P&D sendo realizados no KIER, assim como as patentes existente relacionadas à tecnologia em questão e análises de políticas que possam ser relacionadas às tecnologias avaliadas. No final do processo será formado um relatório que deverá explicitar diferentes tecnologias a serem pesquisadas e desenvolvidas, assim como o horizonte temporal em que estes esforços devem ocorrer e os resultados esperados da adoção destas tecnologias.

No quadro acima estão destacados os resultados esperados de um desenvolvimento em tecnologia de iluminação.

O objetivo deste estudo foi de delinear um método objetivo que possa ajudar os tomadores de decisão a fazer melhores escolhas. O método de construção de “Technology Roadmaps” já é amplamente utilizado por diversas grandes corporações. Para a Coréia do Sul, através da implementação do ETRM está poderá otimizar seus investimentos em tecnologias relativas a energia e os resultados de seus esforços em P&D. O ETRM pode e deve ser reavaliado futuramente para levar em consideração as novas tecnologias que venham a se tornar disponíveis, assim como as mudanças conjunturais, já que o “Roadmap” é construído levando em consideração um horizonte temporal definido.