Grupo de Economia da Energia

Os desafios da recuperação da indústria venezuelana de petróleo

In petróleo on 12/12/2018 at 15:41

Por William A. Clavijo Vitto

william122018O deterioro dos indicadores que medem o desempenho da indústria venezuelana de petróleo tem alcançado a categoria de colapso, somente equiparáveis às experiências de países produtores de petróleo que sofreram conflitos bélicos. O mais preocupante da situação é que a debacle da produção, longe de se estabilizar, continua caindo dramaticamente, inclusive em aqueles campos onde as associações da PDVSA com operadoras multinacionais tinham se mostrado resilientes.

O ritmo da debacle da produção no último ano, chegou, inclusive, a afetar o comportamento dos preços internacionais do petróleo. E, os efeitos do colapso da indústria já provocou uma crise econômica, social e migratória sem precedentes na história da América latina [1]. Por esse motivo, resulta importante analisar as condições da indústria petrolífera venezuelana no momento atual, e discutir quais são as alternativas possíveis para gerar um cenário de recuperação.

Transição energética e diversidade de gênero: o desafio e a oportunidade para as empresas de petróleo e gás

In gás natural, petróleo on 05/12/2018 at 00:15

Por Yanna Clara Prade e Niágara Rodrigues

A indústria de petróleo e gás está enxergando a necessidade de adaptação aos novos padrões de baixas emissões de carbono, impulsionado pela mudança da percepção da sociedade sobre os riscos da economia intensiva em carbono, associada ao aquecimento global. O movimento principal dessas empresas está sendo na diversificação de sua atuação, deixando de focar unicamente seus esforços no core business petroleiro para adentrar no mercado de energias alternativas. O discurso de transição é importante para sua sobrevivência, porém ainda demanda ação e inovação por parte dessas empresas, em um contexto em que a própria indústria já vem enfrentando os desafios da maior volatilidade dos preços do petróleo.

Transição energética: lenta, gradual e irrestrita

In energia on 26/11/2018 at 10:56

Por Renato Queiroz

renato112018O Grupo de Economia da Energia (GEE) vem discutindo internamente, ao longo do presente ano, as transformações no setor energético – tanto no campo das inovações tecnológicas quanto no âmbito das estratégias empresariais e das políticas públicas, dentro do movimento mundial denominado, de Transição Energética. Essas transformações trazem uma riqueza nas agendas de pesquisa.

De fato, o uso da energia está em franca transformação. Sistemas elétricos inteligentes (smart grids), carros elétricos em substituição aos convencionais a combustão, cidades com uma grande quantidade de sensores e aparatos elétricos, novas tecnologias  de geração de eletricidade (sobretudo renováveis), competindo com as tradicionais e assim por diante. Ou seja, os países ricos nos apresentam uma verdadeira engenharia de inovações disruptivas que já estão invadindo a nossa forma de viver. O que se apresenta é um mundo cada vez mais digital e robotizado sob pinceladas “verdes”.