Grupo de Economia da Energia

O que esperar de 2017 no setor de energia

In energia on 06/02/2017 at 12:00

2017Neste vídeo, os pesquisadores do Grupo de Economia da Energia (GEE) falam sobre suas expectativas acerca da evolução do setor energético brasileiro em 2017.

Os cinco vídeos mais vistos do Canal GEE em 2016

In energia on 30/01/2017 at 00:15

O Canal GEE coloca à disposição do público interessado no tema energia mais de 170 vídeos originais. Em 2016 foram colocados no ar mais de 40 novos vídeos exclusivos.

O vídeo mais visto nesse ano foi o do programa “RESENHA GEE: A Crise da Petrobras”  no qual  Ronaldo Bicalho, Helder Queiroz e Edmar de Almeida, Pesquisadores do GEE, debatem a crise da Petrobras.

O segundo vídeo mais visto foi “INFOPETRO – O Pré-sal e o Brasil na Geopolítica Mundial“em que Ronaldo Fiani, Professor do Instituto de Economia da UFRJ, fala sobre o papel estratégico do Brasil na geopolítica mundial a partir do pré-sal.

As cinco postagens mais lidas de 2016

In energia on 09/01/2017 at 00:15

infopetro012017Durante o ano de 2016, o Blog Infopetro publicou 41 postagens, que tiveram, em seu conjunto, 14.808 visualizações. Esse valor representou 17% do total de visualizações que o Infopetro teve no ano (86.726).

As 5 postagens aqui apresentadas foram responsáveis por 28% das visualizações dos textos postados em 2016 e todas elas discutem problemas relacionados à indústria de petróleo no Brasil, refletindo o peso que a crise da Petrobras adquiriu no ano passado no cenário energético nacional.

1)

O ajuste forçado da indústria de petróleo

Por Edmar Almeida e Luciano Losekann

luciano032016

A situação do mercado mundial de petróleo mudou radicalmente nos últimos meses forçando um ajuste das empresas operadoras. O preço do barril brent que era de US$ 100 em setembro de 2014 atingiu menos de US$ 30 no início de 2016. Em função da redução de receitas, as empresas de petróleo reduziram fortemente seus investimentos. A Agência Internacional de Energia aponta que os investimentos das petroleiras caíram 24% em 2015 e devem reduzir mais 17% em 2016 (IEA, 2016). Leia o resto deste post »